Saúde


CENTRO DE REFERÊNCIA E MEDICINA FÍSICA

O setor de Fisioterapia da APRAESPI de Ribeirão Pires presta atendimento à comunidade de Ribeirão Pires e região há 30 anos. No ano de 2007, a APRAESPI foi credenciada pelo Ministério da Saúde como Centro de Referência em Medicina Física e Reabilitação. Este é o nível mais alto do processo de reabilitação, substituindo o processo anterior que era considerado de nível intermediário. A Medicina Física tem como objetivo prestar assistência intensiva em reabilitação as Pessoas com Deficiência Física através da portaria GS/SAS nº 185 e nº 818 e 25 de abril de 2007. Estas portarias permitem a APRAESPI oferecer tratamento de Medicina Física e Reabilitação nas áreas de:

Fisioterapia;

Terapia Ocupacional;

Fonoaudiologia;

Psicologia;

Enfermagem;

Nutrição;

Serviço Social;

Educação Física;

Informática;

Medicina (fisiatria, ortopedia, neurologia e pediatria).


Além do tratamento reabilitacional, a APRAESPI de Ribeirão Pires realiza o fornecimento de órteses, próteses e aparelhos auxiliares de locomoção para os municípios da região do ABCDMR, vinculado à liberação de verba pelo Ministério da Saúde. Os atendimentos realizados no Setor de Medicina Física e Reabilitação da APRAESPI são custeados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) com controle pelo gestor municipal, sendo os atendimentos totalmente gratuitos. Os usuários do Centro de Referência de Medicina Física da APRAESPI são Pessoas com deficiências físicas (Seqüelas de Acidente Vascular Encefálico, Trauma Crânio Encefálico, Encefalopatias Diversas, Doenças Degenerativas, Amputações, etc). Atualmente são atendidos no Centro de Referência de Medicina Física e Reabilitação da APRAESPI de Ribeirão Pires 390 usuários.

CENTRO DE REFERÊNCIA MENTAL - NEUROSSENSORIAL DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O Centro de Referência Mental e Autismo é responsável pelo atendimento Neuro-Sensorial através do Sistema Único de Saúde. Nossos usuários passam por avaliação diagnóstica realizada por equipe multiciplinar da APRAESPI, e após conclusão, quando indicado, são encaminhados para os programas Terapêuticos.
Nossa clientela é composta por pessoas portadoras de Deficiência Mental, Deficiência Múltiplas, Portadoras de Transtornos Invasivos do Desenvolvimento (AUTISTAS), Encefalopátias crônicas não progressivas. (Paralisia Cerebral) e Síndrome Diversas.
Na Habilitação e Reabilitação oferecemos a possibilidade de atendimento especializado por Equipe Interdisciplinar, em grupos e/ou atendimento individual quando necessário, nas áreas de: Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Fisioterapia e Psicologia, bem como acompanhamentos de Assistência Social e Médicos nas áreas: Neurologia, Fisiatria, Psiquiatria Infantil e Adulto, Pediatra, Otorrino e Exames complementares como eletroencefalograma.

Habilitação e Reabilitação Neuro-Sensorial:

Fonoaudiologia:

Os Profissionais que atendem nesta área da saúde atuam na Prevenção, Orientação e Tratamento da comunicação oral e escrita, voz, audição e funções da mastigação, deglutição e respiração.

Fisioterapia:

O trabalho de Fisioterapia Motora é de grande importância para Reabilitação de deficiência Mental, porque ela engloba a estimulação Tátil, esterogonisia, coordenação viso motora inibição de padrões de posturas patológicas, adequação do tônus muscular, com a finalidade de levar a uma determinada função, especialmente as que são relacionadas às atividades de vida diária e também a atingir fases motoras, que se encontra em atraso.

Terapia Ocupacional:

A Terapia Ocupacional tem como principal objetivo proporcionar a maior autonomia e independências possíveis aos usuários, através da Habilitação e/ou Reabilitação de habilidades necessárias para o cotidiano, fazendo uso de adaptações e Estimulações Motoras, Cognitivas e Sociais, dentro das áreas de desempenho, que são: Laser, Auto-cuidado e Trabalhos, tornando o usuário mais adaptado e inserido no meio social.

Psicoterapia Comportamental:

Este atendimento psicológico visa a integração do usuário ao meio, com base em intervenção intensiva, sistemáticas, abrangentes e multifacetária. O foco da atuação desta abordagem é a redução ou eliminação de comportamentos inadequados que interferem na aquisição de novas aprendizagens, centrando assim na estrutura de condutas e posturas, propiciando ao usuário e sua família melhor qualidade de vida, em diversos aspectos. Trabalho realizado em sala de aula por equipe Interdisciplinar.

Psicoterapia Cognitiva:

É baseado no poder do pensamento positivo, no pensamento realista, promovendo formas mais adaptativa de lidar com os problemas reais. Sua meta é preparar o usuário emocionalmente, dando suporte Terapêutico para suas necessidades, vencendo seus medos, conflitos, ansiedade, impulsividade, defesa e controles, estimulação a percepção de si mesmo de forma positiva, usando como meio qualquer tipo de jogo.

Comunicação Alternativa:

Trabalho criado especialmente para usuários com paralisia cerebral, visa comunicação de maneira efetiva; inserindo os símbolos da comunicação alternativa no âmbito escolar, familiar e terapêutico, para facilitar sua aprendizagem e convívio social. (figuras do P.C.S.).

Psicoterapia Cognitiva:

É baseado no poder do pensamento positivo, no pensamento realista, promovendo formas mais adaptativa de lidar com os problemas reais. Sua meta é preparar o usuário emocionalmente, dando suporte Terapêutico para suas necessidades, vencendo seus medos, conflitos, ansiedade, impulsividade, defesa e controles, estimulação a percepção de si mesmo de forma positiva, usando como meio qualquer tipo de jogo.

Orientação Familiar:


Os usuários que são atendidos por nossa Associação se faz necessário o acompanhamento familiar, sendo intitulado como orientação a familiares.
O objetivo do trabalho com os familiares é de receberem orientação a respeito da evolução de seu (a) filho (a) e trocarem informações com a equipe que os assistem, com o intuito de estabelecer “uma ponte” de ligação entre a escola e família, buscando juntos, minimizar as barreiras impostas pela deficiência e suas limitações, otimizando suas capacidades e potenciais:

Trabalho de Equipe Interdisciplinar Realizado em sala de aula:

O trabalho de Equipe Interdisciplinar no contexto da Associação, justifica-se pela observação da necessidade de trabalhar junto ao professor de forma prática, as dificuldades motoras, de linguagem, comportamentos sociais, e cognitivos; que influem no desenvolvimento global do usuário.
Desta forma ocorre a unificação das metas, onde todos os profissionais envolvidos trabalham em conjunto, integrando seus conhecimentos em busca da Eficácia no atendimento ao usuário. A Equipe Interdisciplinar é formado pelos Profissionais da saúde Psicólogos, Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas, Terapeutas Ocupacionais e os profissionais da educação, Pedagogos (professores).

Psicomotricidade em Equipe Interdisciplinar:

Modalidade Terapêutica realizada com crianças, parte do pressuposto de uma integração físico/psíquica, entendendo que as dificuldades funcionais motoras podem trazer prejuízos emocionais, assim como perturbações psíquicas podem encontrar manifestações através de distúrbios psicomotores.
Portanto, em trabalho Terapêutico se faz necessário a fim de levar o usuário a buscar o auto-conhecimento de seu corpo, uma percepção mais apurada de si mesmo e do seu corpo, no mundo, com suas possibilidades, dificuldades e incapacidades Trabalho realizado em sala de aula por equipe Interdisciplinar.

Projeto de Linguagem em Equipe Interdisciplinar:

Realizado por fonoaudiologos tem como objetivo incentivar a ação do usuário no sentido de alcançar, através de esquemas e sensório motores, num nível de organização cognitiva necessária para a evolução de toda a atividade representativa, ou seja, o desenvolvimento cognitivo visto no sentido da construção do conhecimento por meio da linguagem. Trabalho realizado em sala de aula por Equipe Interdisciplinar.

Treinamento Auditivo em Equipe Interdisciplinar:

Trabalho pioneiro realizado em sala de aula, tem como objetivo estimular as habilidades auditivas e a linguagem. Treinar a percepção auditiva relacionada com a fala, a linguagem, a audição a leitura e outras funções do sistema nervoso Central. Trabalhar juntamente com a família e professores, que são de grande valia para o processo de aprendizagem, visando modificações físicas no ambiente de estudo, ensino ou atitudes específicas dos pais e professores.

Educação Cognitiva em Equipe Interdisciplinar:

Educação cognitiva é um trabalho realizado em sala de aula pela Equipe Interdisciplinar formado pelos profissionais da saúde e da educação. A aplicação da Educação Cognitiva no currículo é uma oportunidade de desenvolver e maximizar os processos de captação, integração, elaboração e expressão de informações. A educação cognitiva não ensina conteúdos disciplinares mas é de fundamental importância para que os alunos melhorem o desempenho nas matérias escolares. São inúmeros os benefícios, das Técnicas cognitivas para a Educação:

Melhora a motivação para a aprendizagem;

Facilita as relações interpessoais;

Fornece os pré- requisitos necessários para tirar proveito de todas as situações de aprendizagem;

Otimiza a capacidade de aprender;

Realiza transferência das competências aprendidas previamente.

Esse trabalho fornece ferramentas psicológicas que permitem maximizar a capacidade de aprender a aprender, de aprender a pensar e a refletir, de aprender a transferir e a generalizar conhecimentos de aprender a estudar e a comunicar, muito mais do que a memorizar e reproduzir informações.

Grupo de Orientação e Convívio Familiar em Equipe Interdisciplinar:

É um trabalho que tem como meta a estruturação emocional da família com a chegada de uma criança portadora de alguma deficiência. A dinâmica e a harmonia familiar são prejudicadas, gerando sentimentos de inconformismo, incompetência, insegurança, e portanto se faz necessário um trabalho de grupo de orientação e convívio familiar com o objetivo de propiciar estimulação psico-social centrado no lúdico e o mais precocemente possível, à criança de 0 a 6 anos, dando subsídios as famílias para se tornarem o principal agente de desenvolvimento de seus filhos, envolvendo a família em todas as atividades lúdicos, aceitando e reconhecendo a importância dos vínculos familiares para o desenvolvimento saudável da criança, nas perspectivas de sua inclusão social.

CENTRO DE REFERÊNCIA AUDITIVA "DONA JOSEFA DE OLIVEIRA"

O Centro Audiológico “Dona Josefa de Oliveira” através de APRAESPI, mantem convênio com o SUS sendo um Centro de Referência de Ministério da Saúde para Atendimento da Pessoa com deficiência auditiva sendo um serviço de alta complexidade.
O Centro Audiológico conta com Fonoaudiólogos especialistas em Audiologia, Otorrinolaringologistas, Neurologistas, Assistentes Sociais, Psicólogo para realizar um atendimento integral ao portador de deficiência auditiva.

A Clínica Audiológica conta com estrutura física, equipamentos, recursos humanos especializados para um adequado atendimento de:

Diagnóstico das perdas auditivas e reabilitação em:

Recém-nascidos, crianças, jovens, adultos e idosos, respeitando as especificidades na avaliação e reabilitação exigida por cada um dos pacientes.

Diagnóstico de perdas auditivas em:

Pacientes com perdas unilaterais, pacientes com afecções associadas (neurológicas, psicológicas, síndromes genéticas, cegueira, visão subnormal) e em pacientes que apresentam dificuldades na realização da avaliação audiológica em serviço de menor complexidade.

Realização de exames complementares:

emissões otoacústicas e Bera.

Realização de consulta:

Otorrinolaringológica, neurológica, avaliação audiológica e avaliação fonoaudiológica de linguagem.

Fornecimento de Protéses Auditiva:

Através de convênio som O SUS a APRAESPI faz a entrega de proteses auditivas gratuitamente aos usuário da Região do ABC.

Equipamentos de última geração:

Aparelho de Emissões Otoacústicas;

Aparelho de BERA;

Audiómetros;

Impedanciómetros;

Cabines acústicas;

Sistemas de Campo Livre;

Sistemas completos de reforço visual;

Aparelho de ganho de inserção;

Aparelhos de Hi-Pro;

Jogo de diapasões.


Ortopedia Ambulatorial

A Fisioterapia Ortopédica é realizada na APRAESPI desde os anos 80. A Fisioterapia Ortopédica tem o objetivo:

Promover a diminuição da dor;

Aumentar os movimentos de amplitude articular;

Ganho de força muscular;

Correção postural;

Diminuição de processos inflamatórios.


A Reabilitação Ortopédica é mantida na APRAESPI de Ribeirão Pires através de convênio com o SUS Sistema Único de Saúde e a Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires.
No setor de Fisioterapia Ortopédica são atendidos usuários de Ribeirão Pires e municípios vizinhos. Os usuários são Pessoas com patologias osteomusculares, desvios posturais, fraturas, vítimas de acidentes domésticos / trânsito / trabalho, patologias degenerativas, patologias reumatológicas, etc.
Para receber atendimento Fisioterapêutico na APRAESPI os interessados devem procuram a Central de Vagas do município de Ribeirão Pires para agendar a Avaliação Fisioterapêutica. Neste momento, os interessados deverão estar munidos de solicitação médica para a avaliação fisioterapêutica e exames complementares que estejam em seu poder.
Após a realização da Avaliação Fisioterapêutica é definido e agendado o tratamento do usuário conforme sua necessidade. Todos os procedimentos realizados na APRAESPI de Ribeirão Pires são gratuitos.

Unidade de Cuidados Diários - "Hospital Dia"

A Unidade de Cuidados Diários da APRAESPI de Ribeirão Pires tem como objetivo propiciar condições para que usuários com grande comprometimento neurológico atinjam seu bem estar biopsico-social com maior envolvimento pela família e comunidade. Neste programa de atendimento os usuários convivem com seus familiares, evitando a internação de longa permanência.
A APRAESPI desde a década de 80, atende usuários com deficiências severas e profundas em regime ambulatorial. Devido às necessidades encontradas por nossos usuários, em 1990, foi criado um espaço físico com equipamentos adequados e programa interdisciplinar destinado ao atendimento global da clientela com maior comprometimento neurológico, visando a qualidade de vida de nossos usuários.
Os Usuários da Unidade de Cuidados Diários da APRAESPI de Ribeirão Pires é composta por usuários com deficiência severas / profundas, pessoas com encefalopatia crônica não progressiva e doenças degenerativas.
Os usuários da Unidade de Cuidados Diários da APRAESPI contam com uma grande variedade de profissionais da área de saúde para disponibilizar ao usuário o bem estar biopsico-social. Nesta equipe de atendimento podemos destacar:

Neurologistas;

Fisiatras;

Ortopedistas;

Psicólogos;

Fisioterapeutas;

Fonoaudiólogos;

Nutricionistas;

Terapeutas Ocupacionais;

Assistentes Sociais;

Enfermeiras;

Cuidadoras;

Auxiliares de Enfermagem.

Saúde Mental/Reabilitação DM Severo e Profundo:

Considera a existência de uma abordagem multidisciplinar, com métodos ativos e dinâmicos. Não perde o contato com o contexto Familiar. Desestimula a excessiva dependência. Permite o desenvolvimento de atividades na comunidade, com ênfase na participação familiar. É menos oneroso que a internação integral.
Diariamente, na Unidade de Cuidados Diários são realizadas as seguintes atividades:

Aferição de Sinais Vitais;

Anotações / Prescrições de Enfermagem;

Curativos;

Inalação;

Aspiração;

Administração de medicamentos conforme prescrição médica;

Higiene pessoal dos usuários;

Posicionamento;

Administração de Dietas via oral ou sonda.


BNDES: Apoio

No ano de 2004, o projeto de atendimento da Unidade de Cuidados Diários foi encaminhado ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), solicitando financiamento a título de colaboração financeira não reembolsável no valor de R$ 1.428.000,00 para ampliar o número de usuários atendidos e construir uma nova unidade de atendimento. Atualmente, a APRAESPI de Ribeirão Pires disponibiliza uma unidade de atendimento exclusiva para essa clientela capaz de atender 120 usuários diariamente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta a APRAESPI no Facebook